Fique Seguro

Conheça a cobertura de danos elétricos e saiba como ela funciona

Fonte: Por Izilda Camargo, em 18/10/2018

 Segundo o Inpe - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Brasil é líder mundial em incidência de raios, que aumentam durante a primavera e o verão. O Brasil é considerado o país que detém a maior incidência de raios do mundo, com cerca de 78 milhões de descargas elétricas registradas ao ano. Consequentemente, os prejuízos decorrentes de raios são constantes por aqui – afinal, quem nunca ouviu falar de casos de aparelhos eletrônicos danificados em dias de tempestade?

Quando um aparelho eletrônico sofre um dano desses, há duas opções: mandar consertar ou comprar um novo. Consertar o que foi danificado pode sair mais barato, mas nem sempre vale a pena. 

Alguns consertos mais simples podem custar até 35% do valor de um aparelho novo, mas quando o preço fica acima dos 50%, o mais indicado é partir para a compra de um novo. 

É nessa hora que começamos a fazer as contas, já que não é barato trocar os aparelhos por novos. Para utilizar alguns exemplos, uma TV HD de 32 polegadas, geralmente não sai por menos de R$ 1.300. Já uma geladeira, item indispensável em casa, custa, no mínimo, R$ 950. 

Se o dano elétrico ocorre em um escritório, com um computador, por exemplo, só a reposição vai custar em torno de R$ 2.000, sem contar a eventual perda de dados.

Além disso, é cada vez mais comum as pessoas trabalharem em home-office com seus próprios computadores, mas sem se proteger dos imprevistos que podem ocorrer. 

Segundo levantamento de uma das seguradoras mais conceituadas no mercado, nos condomínios quase 48% dos avisos de sinistro é em decorrência de danos elétricos, e os elevadores são os itens mais afetados por esse tipo de ocorrência.

Felizmente esse tipo de prejuízo pode ser facilmente resolvido com a contratação da cobertura de danos elétricos em um seguro residencial, de condomínio ou empresarial, e cobre esses e outros tipos de incidentes envolvendo danos elétricos.

Recentemente um de nossos clientes, que pagou em sua apólice de seguro residencial o valor de R$ 147 para uma cobertura de danos elétricos de R$ 30.000, foi ressarcido em quase R$ 7.900 pelos prejuízos causados por uma queda de raio que danificou vários itens em sua residência.  Entre os itens danificados estavam monitores de câmeras de segurança, TV e até a placa do portão automático.

Através desse caso, é fácil perceber a importância dessa cobertura, sua contratação é indispensável. 

Por ser uma proteção acessória, ao incluí-la em sua apólice você precisa estar atento a alguns detalhes que ajudarão a definir o valor da sua cobertura. Veja como funciona:

Faça um levantamento do valor dos bens que deseja incluir nessa cobertura. 

Os danos elétricos podem ocorrer em máquinas, equipamentos, eletrodomésticos, instalações elétricas;

As causas podem ser raios, curto-circuito, variação de tensão, descarga elétrica ou qualquer fenômeno de natureza elétrica;

Instalações inadequadas não serão indenizadas. É importante ter isso em mente!

Para complementar sua proteção, a revista apólice listou algumas dicas e medidas preventivas que podem evitar curtos-circuitos e aqui estão algumas delas:

Fique atento a Voltagem

Ao ligar equipamentos, verifique se a voltagem da tomada 110 ou 220 volts é igual à indicada no manual do aparelho.

Evite fazer você mesmo as instalações elétricas

Instalações elétricas são perigosas e exigem muita precaução e experiência. Conte com profissionais qualificados para deixar a sua casa ou escritório sempre em segurança! Muitas seguradoras possuem esse serviço disponível através da sua assistência.

Faça sempre a manutenção das instalações elétricas

Ao notar uma constante queda de disjuntor em determinado ambiente, procure um especialista. A manutenção das instalações elétricas é bastante importante para verificar a qualidade dos cabos de transmissões de energia e reparos nas distribuições pelos ambientes do imóvel.

Ao fazer manutenção, desligue o disjuntor

Antes de qualquer manutenção ser feita em sua rede elétrica, certifique-se de que a chave geral (disjuntor) foi desligada.

Trocando a instalação da rede

Em alguns casos, danos ocasionados aos componentes elétricos já evidenciam a necessidade de manutenção. Entre os mais comuns está o derretimento ou queima de parte das tomadas ou interruptores, e ou o não funcionamento da mesma.

Cuidado com as réguas de energia

Sobrecarregar a sua tomada com diversos equipamentos eletrônicos pode comprometer a segurança da sua casa ou escritório. É comum utilizar benjamins (Ts), ou mesmo extensões, para ligar vários equipamentos em uma mesma tomada. Esta prática, comum na maioria das casas, causa sobrecarga, aquecimento dos fios, curto-circuito e, por consequência, acontecem os incêndios. Portanto, evite ligar mais de um equipamento na mesma tomada.

Ficou com mais alguma dúvida? Entre em contato através de nossos canais de atendimento e teremos o maior prazer em esclarecer para você.

Fique Seguro: Peça a sua proposta de seguro residencial em www.suacasasegura.com.br, de seguro empresarial em www.suaempresasegura.com.br ou pelo tel (11) 5533-8844 ou pelo e-mail cas@caseguros.com.br

Comente essa matéria, tire suas dúvidas, clique aqui e fale conosco



Todos os Seguros é o site da Coutinho Administradora e Corretora de Seguros.

Rua Edson, 700 - Campo Belo - CEP 04618-032 - São Paulo - SP

Tel: (11) 5533-8844 • Whatsapp: (11) 97596-5235

cas@caseguros.com.br